Alternativas a Farinha de Trigo

Quais as Melhores Farinhas para Intolerantes a Gluten? Sem Gluten

Pessoas intolerantes ao glúten precisam substituir em seu cardápio os alimentos que contêm essa proteína. Especialmente o trigo, sua farinha e derivados, muito consumidos por todos nós, são aqueles que saem da lista de compras dessas pessoas. Mas, a farinha de trigo é um ingrediente presente em diversos alimentos, como o macarrão, os pães, bolos, biscoitos, bolachas, sopas e outros mais. Como, então, manter uma dieta variada sem consumir glúten? A resposta é: substituindo os ingredientes que contêm glúten por outros que não o contêm. E a melhor forma de fazer isso é através de farinhas que substituam o trigo nas receitas. As farinhas que não contêm glúten podem ser utilizadas de diversas maneiras em todas as receitas que você imaginar. Além de elas não fazerem mal para os intolerantes, ainda são ricas em nutrientes, o que as torna mais saudáveis que o trigo. Diversos tipos de farinha estão no mercado atualmente, mas se você está em dúvida sobre qual é a melhor farinha sem glúten, hoje vamos apresentar para você algumas das melhores opções para fazer as substituições em suas receitas e também combiná-las entre si para conseguir sabores e texturas diversas. Acompanhe!

Alternativa de farinhas


Amido de Milho:

O amido de milho possui sabor neutro e por isso é utilizado tanto em receitas doces como salgadas. Ele é leve, delicado e ganha consistência gelatinosa quando cozido. Por isso, é preciso mexer a receita quando no fogo para evitar a formação de grumos.

Farinha de Arroz Branco:

A farinha de arroz é uma das preferidas para substituição do trigo. Isso porque pode ser utilizada nas receitas em quantidades iguais às indicadas, e também possui digestão rápida e fácil, o que deixa os alimentos leves.

Farinha de Arroz Integral:

Apesar de ser um pouco mais pesada do que a farinha de arroz branco, ela é mais nutritiva, porque conserva os nutrientes do grão. Possui proteínas, minerais, fibras e carboidratos, por isso, deixa as receitas mais completas.

Farinha de Amaranto:

É uma boa substituta para o trigo em receitas de pães escuros, bolos de chocolate ou então biscoitos. Isso porque tem uma coloração mais escura, porém seu teor nutritivo é o que a coloca como uma das melhores. Essa farinha é rica em aminoácidos, ferro, fibra, proteínas, potássio, fósforo, cálcio, magnésio e as vitaminas C, E, A, K e B6. Ou seja, para receitas nutritivas é a sua opção.

Farinha de Quinoa:

A farinha de quinoa é um alimento muito completo e com altíssimo teor nutricional. Ela possui um sabor acentuado, por isso, indica-se que seja utilizado apenas 1/4 de xícara para cada receita. O que a faz tão espacial é que os componentes encontrados nessa farinha são equivalentes ao do leite materno, ela possui todos os 16 aminoácidos que o organismo humano precisa e ainda é rica em proteínas, cálcio, ferro, fósforo, vitaminas E, C, A, B1 e B6. Além de tudo isso não tem contraindicações.

Fécula de Batata:

Essa é uma das melhores farinhas para se fazer receitas de pães. Tem ótimas propriedades para esse fim e quando é combinada com ovos se torna ainda melhor nas receitas. É uma farinha bem fina, que embora tenha sabor de batata, esse acaba sumindo no meio da receita e deixa os pães saborosos.

Farinha de Amêndoas:

Essa é uma farinha que possui alto teor calórico, porém, seus óleos trazem efeitos positivos no organismo e ajudam a transportar a vitamina E. Além disso, ela está na lista das melhores porque é rica em carboidratos, proteínas, vitaminas e lipídios. É metabolizada como vegetal e não como amido, por isso, é uma boa opção para dietas livres de grãos e farinhas.

Farinha de Banana Verde:

Essa farinha atua diretamente no intestino e ajuda o organismo a absorver melhor os nutrientes. Também combate a disbiose, protege a mucosa intestinal, aumenta sua mobilidade e fortalece contra alergias. Veja o vídeo abaixo falando dos benefícios dessa banana:
Também possui propriedades que fazem com que impeça absorção da glicose e gorduras, porém, seu sabor é forte, sendo indicado apenas ¼ de xícara nas receitas.

Farinha de Milho Amarelo (Fubá):

O fubá é uma farinha muito popular e com preço acessível também. Ele pode estar presente em diversas receitas doces ou salgadas e substitui bem o trigo. Apenas sua textura é diferente, por isso, em alguns casos pode precisar ser combinado com outras farinhas para certas receitas.

Fécula de Mandioca:

Também conhecida como polvilho doce, essa farinha pode ser utilizada nas receitas como o amido de milho. Em comparação com os amidos encontrados no mercado, tem um custo menor e também pode ser encontrado facilmente.

Polvilho Azedo:

O polvilho azedo é facilmente encontrado em supermercados também. É o ingrediente principal para preparação de pães de queijo e biscoitos de polvilho, receitas que podem ser feitas em casa. Essa farinha e obtida da fécula de mandioca e trata-se de um amido modificado. E além de todas essas ainda há outras opções no mercado. Cada uma com suas vantagens e indicações, assim, o que não falta são opções para substituir o trigo.

Atualmente, não há produtos disponíveis nesta categoria.